ana_cristina_haja_manha.jpg
celeste_martins_cais_da_gilao.jpg
ruben-silva-acordar-na-gilao.jpg
fernando_jose_coliseu_da_musica.jpg
jorge_sampaio_do_lado_de_ca.jpg

Autarcas visitam zona afetada pelo incêndio

Roteiro AutarquicoRealizou-se, no dia 13 de outubro, o roteiro autárquico pelas zonas afetadas pelo incêndio de julho: Vale Murta, Portela da Corcha, Cachopo, Castelão, Alcaria Fria, Santa Catarina da Fonte do Bispo, Quatro Estradas e Asseca.

Com a realização deste encontro, o executivo municipal teve como intuito dar a conhecer as medidas que estão a ser adotadas para contrariar os efeitos nefastos sobre os solos, as infraestruturas, a população e o potencial económico.

 

A visita iniciou-se, nos Paços do Concelho, com as intervenções do Presidente da Câmara Municipal de Tavira, Jorge Botelho, e do Comandante dos Bombeiros Municipais e Comandante Operacional Municipal de Tavira, Miguel Silva, os quais expuseram a resposta da Proteção Civil Municipal ao ocorrido.

No sentido de minimizar as consequências deste incêndio junto da população, estão a ser tomadas diligências, no âmbito do Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS), designadamente, ao abrigo do plano de ação do projeto Rosmaninho, promovido pelo Centro Social Nossa Senhora das Dores de Santa Catarina da Fonte do Bispo em parceria com o Instituto de Segurança Social e o Município de Tavira, num investimento de cerca de 300 mil euros.

O Rosmaninho, com um período de vigência de dois anos, visa a inclusão social da população, através da aposta na reconstrução e no equipamento de sete alojamentos permanentes afetados pelo incêndio, nas freguesias de Santa Catarina da Fonte do Bispo (Carvalhoso, Porto Carvalhoso, Curral da Pedra, Água das Tábuas e Casas Novas) e Santo Estêvão (Sítio da Corte), cujo financiamento advém do Fundo de Socorro Social.

Tal como esclareceu o Presidente da Câmara Municipal de Tavira, Jorge Botelho, os projetos estão prontos para serem lançados a concurso falta apenas “assinar os contratos definitivos com a Segurança Social”, situação que deve acontecer no decorrer “desta semana”. “Espera ter obra no terreno em meados de novembro”, confessou.

Além desta medida crucial, o CLDS contempla outros eixos, nomeadamente: promoção do empreendedorismo; apoio à família em situação de vulnerabilidade social; capacitação da comunidade e das instituições e o desenvolvimento de competências na área das tecnologias de informação e comunicação.

Para esclarecer o trabalho desenvolvido na sequência do Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS) teve lugar, no Centro Social Nossa Senhora das Dores, em Santa Catarina da Fonte do Bispo, uma explicação acerca desta matéria.

Ainda no sentido de fazer face aos danos causados encontra-se aberta, até dia 31 de outubro, a candidatura ao Programa de Desenvolvimento Rural (PRODER) que visa promover a conservação do solo e da água, através de intervenções de estabilização de emergência após incêndio, nomeadamente, no que diz respeito ao tratamento e proteção de encostas, linhas de água e caminhos.

fonte/cm-tavira

Faixa publicitária

Emissão em Directo (player 1)

Emissão em Directo (player 2)

Podcast by facebook

Facebook Rádio Gilão

Consultório do consumidor

Faixa publicitária

Podcast

Publicidade

Faixa publicitária
Faixa publicitária

Contacte-nos

Largo de Santana nº 1 - Tavira

 

8800-701 TAVIRA 

 

Tel: +351 281 320 240

 

Fax: +351 281 325 523

 

Email: radiogilao@net.vodafone.pt

Siga-nos

facebook twitter instagram
youtube linkedin

googleplus

 

Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiência como utilizador. Para saber mais sobre os cookies que usamos e como apaga-los, consulte nossa Politica de cookies.

Aceitar cookies deste site.